segunda-feira, 30 de junho de 2008

Sonho

Meus sonhos eu coloco no coração.
Mas não dentro, é atrás onde eu ponho.
Como se fosse atrás da porta.
De vez em quando eu teimo em tirar de lá.
Ou então os vejo pela fresta e temo que já não caibam tantos.
Aí eu arrumo outra porta que possa recebê-los.

Nenhum comentário: