sábado, 28 de junho de 2008

voa

saio do inferno

vou estar no céu amanhã

agora é inverno

se você bater suas asinhas

posso te ver voando

pra mim

só pra mim.

Um comentário:

Nayara .NY disse...

Singelo e singular!
Característico e faz
tudo virar poesia!