sábado, 5 de julho de 2008

na hora, santa.

tem hora que é santa. não a hora. ela. toda hora santa, que é toda, me vem também a vontade de te chamar pra perto.
tem hora que é não é eleita, que não é perfeita e nem minha. então te vejo indo longe, longe de mim.
quando será a hora, minha santa, em que você virá sem eu te chamar. elege uma hora santa qualquer.

Nenhum comentário: