quinta-feira, 14 de agosto de 2008

palma

Queria abrir minha mão e ver você

Como vi hoje.

Ou decorar sua voz baixa

Quase um sopro, um me socorre.

É assim que te vejo às vezes

Uma flor, uma delicadeza.

Você me empolga, me desacelera

Me toma quase todo os motivos.

Sabe que hoje te beijei?

Com os olhos te dei um pequeno beijo.

É assim que eu tenho você

Se você me tem.

 

Nenhum comentário: