sexta-feira, 8 de agosto de 2008

inteira como poesia

A poesia sozinha não é capaz de conquistas.

As palavras sozinhas muito menos.

O que conquista é entrar,

é se sentir imensa,

se sentir suspensa,

se sentir intensa,

se sentir inteira.







Se sentes algo ao ler,

e que algo preencheu,

ou andou junto com o pensamento,

ou com a ausencia.

Se causa um suspiro,

se surpreende,

surpreso espero.

Nenhum comentário: