sábado, 30 de agosto de 2008

Seja gaia

Sorrir, sorrir e ir.
Leva-me e deixa a expressão completa.
Sorrir em sua insuficiência... se é finito o sorriso que se complete quando o frio chega
Seja-me suficiente, e me deixa repleto de ti
Não gosto da plenitude... tudo que é pleno se limita...
Mas no instante em que tenho, não tenho o limite em mim.




*autora anônima (ou como queira)

Nenhum comentário: