sexta-feira, 8 de agosto de 2008

brancos

Um dia ela chegou e me viu. Ou eu a vi primeiro, não sei. Nos tocamos ao sermos apresentados e logo em seguida eu já a observava. De forma contínua. E eu não parei mais. Boca e o sorriso nela eram algo que chamavam a atenção. Era como se fosse uma banda tocando. Impossível não olhar para seus lábios quando ela falava. E o som que saia dali, imagino como lembrar para sempre...Suas mãos e gestos davam voltas no espaço. Seus braços davam a harmonia. Desenhos apareciam. Acho que seus eram brancos...

Nenhum comentário: