sábado, 7 de fevereiro de 2009

de quinze, ou mais

Você é única.
Que me vem de quinze em quinze minutos me perturbar a guerra de ser só.
De ser somente aqui e lá.
De ser somente lá que me vejo, aqui.
Você não me troca, já que não me tem,
como queira.
Mesmo com tantas,
palavras e tantas vezes que vi seu nome escondido atrás de tudo que você é para mim.
Quando o arco de cores me permitir lembrar de mais cedo,
vou testemunhar o olhar que dei ao que não é meu.

Um comentário:

Nayara .NY disse...

Ter oq não teve, ou não ter
na vontade ou a vontade de ter
E ter tanto que tanto faz
querer ter ou pra ser
pra sempre, um sempre