quarta-feira, 15 de abril de 2009

desgosto?

gaia,
se onde ando,
andas,
confessa.
fraquejo,
vejo palavras,
cismo o sentido,
do verso.

2 comentários:

jediroma disse...

é um blog fantástico! o que não é ilógico não precisa ser decifrado. e o que é a vida se não um mistério a se deliciar todos os dias? prazer do ser em ser

obs.: não estarei mais no termo abstrato.
siga-me se quiser em: http://cuca-cult.blogspot.com/

grande abraço! :)

Cleyton disse...

Gaia poética. Quem leva, acha graça.
Abração.