segunda-feira, 8 de junho de 2009

falei

Quanto tempo eu tenho antes que descubra o quanto terei de você em mim?

Isto!

É isto que me faz suspirar mais alto, me faz sorrir sozinho, me dá vontade chegar mais tarde (o mais tarde).

Engulo o dia pra sentir-me sentado, com os dedos postados em direção à você.

Como é ter alguém tão distante, tão presente, tão ausente e tão dentro de mim?

Quero já.

Não o ainda não, não o não vou ou não vou voar.

Não precisa de me tira, não precisa de mentira para me agarrar, não precisa precisar de mim.

O tanto que quero deverá bastar.

Quero a estória da história escrita sem ter que ser amanhã. Tenho ar somente para hoje.

E quero respirar com você; à beira, sob, sobre, dentro, em, na, no, com.


(esta é daquelas!)

10 comentários:

Leo Lemos... disse...

assino embaixo. e acrescento: inveja boa de você.

Gil. disse...

Respirar com você; e o tempo me fará respirar você...
-
Um beijo.

Ana P. disse...

Não precisei de mto tempo para descobrir que não há nada de mim em ninguém.

E isso me basta para que não mais respire o ar.

Sinta um vácuo. Um vazio. Um medo.

Sinta o não. A pulsar, ecoar, reverberar.

não.

i ILÓGICO disse...

leo lemos: o tempo, o tempo...
obg pela visita, carinhosa.

gil:...que prazer te receber aqui. eu senti como se estivesse na estrada com seu comment...porque será?

ana: já tá explicado. é sim! sim!

Fernanda Fernandes Fontes disse...

"Como é ter alguém tão distante, tão presente, tão ausente e tão dentro de mim"... quem não vivi/viveu isso que atire fora o primeiro poema!

E retorno a dizer: eu vivo a distância de carinhos... e digo de minha possessão a um certo alguém "nem era dia e eu te queria como se te houvesse perdido. E mesmo sem te conhecer, msm antes se saber de ti, nossas almas já confidenciavam segredos"...tá lá no Degustação... e o pior? Ele nao sabe de nada!

Desabafei, ufa! Dizer ou não meu amigo Marcos? Melhor de dizer de poesias, melhor...

Bjs

i ILÓGICO disse...

fernanda...
você me "ouve"...?
eu vivo a poesia que escrevo...como não falar "dela"? a de hoje, venta, vai embora, dá a volta na casa. a de ontem está fixa. na raiz da árvore em meu quintal.

bju-te

Cristal - a louca. disse...

Se eu soubesse escrever, teria feito algo assim, talvez...

Mas eu prefiro rir, porque rindo eu sei lá... vou escondendo.

"A mim não importa, quem está longe ou porque está, ou onde está, com quem está ou porque está.

A mim só importa o que eu carrego, mesmo não querendo carregar."

Beijos.

i ILÓGICO disse...

cristal: cris...

Cleyton disse...

ui.

i ILÓGICO disse...

cleutodo: você não falar nada para seu pai? só gemer? kkkkkkkkkk