quarta-feira, 9 de julho de 2008

De você


Queria poder me escusar ao ter partido. Pra cima de tudo. Pulado por cima das cercas. Por ter subido em cima do muro e observado seu jardim, sempre no inverno pra mim. Somente pra mim. Quero me escusar por ter lhe dito o que disse sobre a vida aqui dentro. Quem me perguntou sobre o que estava aqui? Para você, você e você.

Nenhum comentário: