quinta-feira, 20 de novembro de 2008

corrige

Seu crer espanta,
sopra o sentido correto.
Suas falas deturpam,
de todo o escrito.
Sua verdade,
corrige a rota.
Meu credo,
era vento de tempestade.
Minhas falas,
foram poucas.
Meu escrito,
foi o sentido.
Meu caminho,
é o seu

Um comentário:

Nayara .NY disse...

Diferente,
novo,
criativo...
Como nunca,
como sempre foi!!!

bjooo