sábado, 14 de fevereiro de 2009

juliana ou não

queria escrever sem complicar,
sem ter que depois explicar.
quero ser explícito e já explico:
em carnes é que eu digo.
de verdade, humana.
na pele,
nas gotículas dos poros.
queria na verdade,
toda sua beldade,
baixinho,
sem olhar de tristeza depois,
apenas de lembrança.
complicado?

2 comentários:

Isa disse...

nem um pouco! :)

Filipe M. Vasconcelos disse...

Rapaz... que belo poema...!!! Parabéns