quinta-feira, 26 de março de 2009

com fundo raso.

- Ela?
- Sim!
- Não há vejo.
- E o desejo? Passou?
- Por mim. Ele passou. Mas está aqui ainda.
- Agarrou?
- Ela? Quis. Mas não.
- Não! Não ela. O desejo.
- Ele é que me agarrou. O leme.
- Leme? Com este vento...
- Vai me levando com vela é tudo.
- Reza?
- Não, raso. Raspa no fundo do meu casco.

3 comentários:

Antonio Sávio disse...

Parabéns. Diálogo genial.

Fernanda Fernandes Fontes disse...

Adoro essas pluralidades conotativas, esse vento que nos leva...mto bom!

Bjs!

PS.: Não entendi...aquilo é bom msm?! Msm havendo vazio...?

Nayara .NY disse...

Ainda bem que era raso, senão poderia se afogar, o vento um dia pode virar ao contrário...

Bjos