sábado, 2 de maio de 2009

mulheres

Amo as mulheres
Amo o fato de não viver sem elas
Amo-as por parecerem bonitas
E por quererem parecer
Amo as mulheres pois seu toque
Tem-me feito arrepiar
Amo as mulheres e seus medos
Sem razão
Amo suas certezas e sua coragem
Com emoção.
Amo seus olhares pedintes
Amo seu aceite com dor
Amo a forma de dizer não agora
Amo a espera por mim depois
Amo as mulheres por usarem saias
Amo seus vestidos
E suas camisetas brancas.
Amo!
Amo apaixonadamente
E me entrego totalmente a elas
Meu ser, minhas fraquezas
Amo seus penteados por elas
Amo seus cabelos por mim.
Amo suas perguntas
Amo suas poucas respostas.
Amo a jovialidade somente nelas
Amo a destreza de andar
Em sapatos inclinados.
Amo seus espelhos mulher
Amo seus filhos
Amos como ama seus pais
Amo você mulher que me toca
Move-me, me incita
Amo que me chame de amor.

8 comentários:

Tainá Facó disse...

Lindo, lindo, lindo!
Sem palavras. Lindo!


Aliás, como você se chama?

Beijo!!!

Ana P. disse...

Isso que é declaração de amor às mulheres!

E eu, que amava amar...

off topic, aproveitando a pergunta ali de cima: essa boca diversa, de quem é???

Cleyton disse...

que bonito. =D

Luna Sanchez disse...

Hummmmmm

Inspiração chegou e ficou, hein, moço? Gostei do texto, achei sincero e delicado. Acho bonito isso, nos homens, de admirar as mulheres, amá-las, todas, mas não deixar de eleger uma, aquela, a especial (nem que seja uma especial por temporada...rs).

* Qto ao seu comentário, em meu último post, devo dizer que a escolha proposta por vc, seria um dilema cruel pra mim. ;)

Um beijo,

ℓυηα

Gil. disse...

=)

Dica disse...

;)

Amor!


Ai, que lindoo!
É de marte? ^^

Ricardo Esteves disse...

E suas camisetas brancas.
Amo!
gostei disso.. mulher de ropa branca é demais x)
elas que temperam nossa vida e nos fazem não ser tão brutos = )

Humana disse...

Lindo o poema.
Como qualquer mulher, adorei!
Beijinhos